Cão destruidor: o que fazer quando o bichinho quebra tudo?

Comportamento pode ser resultado de tédio e até de ansiedade da separação, mas pode ser corrigido

Existem cães que são naturalmente mais agitados, por uma caraterística própria da raça ou de sua personalidade. Isso significa que este animal precisará de uma rotina para gastar sua energia, ou acabará encontrando outras fontes de distração, como brincar com objetos e móveis da casa.

Quando filhotes, é absolutamente normal roerem e destruírem muita coisa, mas nada que um bom treinamento e oferta de brinquedos ou acessórios para cachorro não resolva. Você tem um cãozinho terrível que destrói tudo em sua casa? Veja o que fazer para solucionar o problema.

Motivos para o comportamento destruidor

Os cães têm alguns motivos para destruírem as coisas da casa. O primeiro, e mais comum, é o tédio. Animais que passam muito tempo sozinhos podem se sentir tentados a fazer artes pelo seu lar para se distrair.

Outros motivos envolvem problemas comportamentais, reforço negativo (quando você acha lindo e ri da bagunça do pet), e demarcação de território. Este último ponto pode aparecer mais nos cães machos.

Como lidar com um cão que destrói tudo

Depois de conhecer os motivos para o seu pet ter esse comportamento mais destruidor, veja o que pode fazer para corrigir a situação.

Passeios diários

Para os pets mais agitados, fazer passeios diários pode ajudar a reduzir o comportamento inadequado. Reserve de 20 a 30 minutos em seu dia para caminhar com seu cão em parques e praças ou dar a volta na quadra.

Esse período pode ser um momento ao lado do dono, ajudando a acalmar o cão. Durante a caminhada, deixe que ele cheire e aproveite sua liberdade. Procure ensinar seu amigo a respeitar seu ritmo e entender que quem guia é você e não ele.

Brincadeiras e brinquedos

Como o tédio é uma das principais causas de um cão querer destruir tudo o que encontra, vale a pena entregar brinquedos para ele. Aposte nas bolinhas e outros modelos com barulhos (existe até sanduíche!) e deixe o cãozinho se divertir.

Reserve também alguns minutos para interagir e brincar com ele. Você pode jogar a bolinha e ensiná-lo a devolver ou tentar outras brincadeiras, como correr e esconder brinquedos.

Convívio com outros animais

Brincar e interagir com outros animais pode ajudar o cão a se distrair e até lidar com a ansiedade da separação. Tem mais pets na casa? Incentive o convívio entre todos, deixe que brinquem e se divirtam juntos.

Caso não tenha outros cães ou gatos em casa e a ideia de adotar um novo amigo não caiba na sua rotina, leve o pet para passear. Em parques e praças ele poderá encontrar outros cachorros, também em passeio com os donos.

Atenção ao animal ao chegar em casa

Você passa o dia fora de casa? Não espere que seu amigo canino não vá fazer uma festa assim que cruzar a porta e mais, deixe que ele faça isso. Além disso, se ele destruiu algo, não grite, pois, ele não irá entender o que fez de errado e pode ficar ainda mais ansioso.

No lugar do sermão e castigo, mostre que você sempre volta para o lar e aceita ser recebido com muito carinho e lambidas. Com o tempo, o pet irá entender que não foi abandonado, apenas que passa um período sem a companhia do seu amado dono.

Rádio ou TV ligada

Quem costuma assistir TV ou ouvir músicas com o cão por perto pode aproveitar a ideia para deixá-lo distraído durante sua ausência. Mantenha a TV ou um rádio ligado, assim, o animal tem a impressão de que há outra pessoa na casa.

Essa ideia é válida tanto para quem tem um único amigo de quatro patas quanto para proprietários de vários cãezinhos.

Treinar e adestrar

Por último, se o problema do pet é comportamental, resultado de reforços negativos vindos desde quando era um filhote, o melhor é treinar. Há truques para fazer em casa, como recompensar com petisco sempre que fizer algo correto, a associação positiva.

No entanto, alguns companheiros caninos são naturalmente mais travessos. Neste caso, pode ser indicado contar com um adestrador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *