Saiba qual é a diferença entre cerveja de garrafa e lata

Uma das discussões mais comuns que rodeiam o mundo cervejeiro diz respeito ao recipiente em que a bebida é armazenada. Afinal, será que faz tanta diferença assim? Os amantes da bebida costumam levar o tipo de embalagem de conservação da cerveja tão a sério que não faltam argumentos para garantir que um seja melhor que o outro.

De modo geral, podemos adiantar que as diferenças entre garrafa e lata são quase imperceptíveis aos paladares mais leigos. Entretanto, para esclarecer todas as dúvidas a respeito desse assunto tão polêmico, confira quais são as distinções a seguir.

Carbonatação

Tanto a cerveja de lata quanto de garrafa possuem o mesmo tempo de maturação, porém, na garrafa, a bebida ganha mais carbonatação que na lata. Isso acontece em razão do material que veda as tampinhas — mais permeáveis aos gases que o alumínio.

Assim, para que a cerveja de garrafa mantenha a carbonatação ao longo do prazo de validade, é necessário que ela ganhe mais que a lata. O resultado disso tudo é que a cerveja de lata acaba sendo levemente mais suave ao paladar que a de garrafa, porém essa diferença dificilmente é notada pelo consumidor comum.

Aroma

Apesar de o aroma da bebida ser quase sempre idêntico nesses dois tipos de embalagens, pode haver uma pequena diferença nesse quesito em algumas situações. Isso porque a luz externa que entra em contato com a cerveja, seja natural ou artificial, pode causar um defeito chamado de light struck no líquido, alterando o odor. Basicamente, isso ocorre devido à degradação da molécula que dá o amargor do lúpulo.

Nessa situação, a lata acaba levando vantagem em relação à garrafa, pois ela é revestida de alumínio, e ele bloqueia totalmente a entrada de qualquer tipo de luz externa no recipiente. Por sua vez, a garrafa não possui esse material, o que a deixa mais suscetível a esse defeito.

Oxidação

A lata é vedada de uma maneira tão perfeita que a chance do líquido oxidar é praticamente nula. Já no caso da garrafa,  muitas vezes, a tampa pode permitir que o oxigênio passe pela bebida, fazendo com que a oxidação ocorra de forma mais rápida.

Material

A liga metálica de alumínio foi o material escolhido para armazenar a cerveja de garrafa, justamente por não afetar o gosto, nem o sabor da bebida. No entanto, isso não acontece com as latas de 5 litros, mais conhecidas como KEG, uma vez que elas possuem ligas de ferro na composição, que podem fazer com que a cerveja fique oxidada ou com um sabor metálico.

Portanto, nesse quesito, as cervejas de garrafa levam uma pequena vantagem  em relação às latas, pois independentemente do tamanho, o vidro nunca afeta o sabor da bebida.

Qual é a melhor: lata ou garrafa?

Após tomar conhecimento dessas diferenças, é possível notar que tudo não passa de uma questão de preferência de cada pessoa, pois, no fundo, as bebidas são iguais, passando pelo mesmo processo de fabricação e maturação.

A cerveja de lata leva vantagem em relação à carbonatação, ao aroma e à oxidação, enquanto a cerveja de garrafa vence no quesito material. No entanto, em questão de sabor, essas diferenças são praticamente imperceptíveis. Além disso, na maioria das vezes, para abastecer uma linha de latas e outra de garrafas, a cerveja sai até do mesmo tanque. Sendo assim, se você tem algum amigo ou parente que insiste em dizer que as diferenças entre a garrafa e a lata são gritantes, mostre este artigo para ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *