Qual o Papel das Redes Sociais Para nos Manter Passivos

Seja com a finalidade de estreitar e estabelecer relacionamentos, e também bastante utilizado para trabalho e  pesquisa em diversos âmbitos, as redes sociais seguem cada vez mais presente na vida de cerca de 80% da população mundial gerando graves problemas físicos, psicológicos o que acarreta um forte  impacto na vida das pessoas.

O que muita gente não sabe é que aplicativos como Instagram, Facebook, Whatsapp, e Twitter que aparentemente parecem nocivos, foram criados com diversos “atrativos” trazendo o intuito de gerar dependência e fazendo com que os usuários fiquem cada vez mais conectados e com necessidade de consumi-los.

O que as pessoas não percebem é que o contato social é imprescindível para nossa evolução e saúde mental, temos a necessidade dos nos relacionar, pois não somos máquinas.

Por isso precisamos ficar atentos se não estamos sendo vítimas do sistema. Podemos está nos distanciando do que fazemos queremos e gostamos sem perceber.

Isso acaba provocando o distanciamento e isolamento social. Óbvio que de forma inconsciente. A prova disso é que cada vez mais as pessoas estão se evitando. O olho no olho e o contato físico não se faz mais necessário.

Um outro fator preocupante, é que cada vez mais podemos observar pessoas, cada vez mais com o hábito de comprar seguidores, boa parte faz isso com o intuito de conseguir likes.

Mas óbvio que esse tipo de comportamento acontece de forma velada, e acaba passando de forma despercebida pela nossa rotina.

seguidores redes sociais

Distanciamento e Isolamento Social

Nós não percebemos, mas o distanciamento social se torna cada vez mais comum e presente nas nossas vidas por causa das redes sociais. O Whatsapp pode ser utilizado como exemplo. O fato de podermos conversar com nossa mãe, pai ou qualquer membro da família a qualquer momento do dia acaba nos afastando da necessidade de obter o contato físico.

Existem pessoas que relatam que não fazem mais questão de reunir a família no domingo, ou encontrar os amigos e parentes mais próximos, pois a rede social acaba despertando  a sensação de convivência diária e semanal. 

Leitura: maneiras de aumentar o engajamento

E não precisamos ir tão longe, o distanciamento social pode ser notado em mesas de bares, restaurantes, onde pessoas anulam a presença física da outra pessoa e apenas conversam através do aparelho móvel é como se o objeto não pudesse ser colocado de lado e fosse uma extensão da própria pessoa 

A dependência é tão assustadora que existem pessoas que por se sentirem sozinhas nas redes sociais, ou com o intuito de conhecer outras pessoas de forma instantânea, passam a comprar seguidorem aplicativos como Instagram por exemplo.

Fique Atento! Você pode ser mais uma vítima

Existem países como o Brasil por exemplo,  que o tempo estimado de uso diário para cada usuário logado em um aplicativo como Instagram, por exemplo, pode chegar até 9 horas. Sendo que existem pessoas que usam as redes ininterruptamente com apenas pequenas pausas. 

Essa informação cria uma alerta, pois especialistas já afirmam que o uso das redes sociais em excesso além de atrapalhar o convívio social,  pode trazer diversos distúrbios físicos e psicológicos, prejudicando relacionamentos e trazendo problemas postural e alimentar, sendo que em  alguns casos podem chegar a níveis mais altos de ansiedade como tremedeira e taquicardia.  

Os profissionais de saúde ainda afirmam que o tema deve ser tratado com seriedade e que precisamos observar e ficar atentos ao nosso próprio comportamento, pois podemos está sendo vítimas desse sistema implacável.

Podemos citar como exemplo os altos níveis de obesidade, principalmente entre jovens e adolescentes. Se formos comparar essa nova era  com as gerações antigas, como a geração dos nossos pais por exemplo , podemos chegar fácil a conclusão de que os jovens e adolescentes de quinze anos atrás tinham pouco ou quase nenhum problema de saúde.

Danos a Nova Geração

Nos tempo dos nossos pais, os relacionamentos eram estimulados de forma saudável através de bastante convivência, o olho no olho era comum, pois não existiam as redes sociais.

Isso acontecia porque na infância havia estímulo para atividades que nos relacionassem, através de  brincadeira mais lúdicas,  como baleô, pular corda, pega-pega, enfim, atividades que faziam com que o corpo sempre tivesse em movimento  e funções como equilíbrio e  coordenação motora ficassem sempre ativadas. 

Nos dias atuais graças ao fácil acesso as tecnologias os jovens passam mais tempo em casa ou na rua online, boa parte do tempo  frente do computador ou até mesmo celular conversando, pesquisando e até mesmo se relacionando através das redes sociais.

O que podemos concluir com esse artigo é que tudo desse ser utilizado de forma moderada.  É óbvio que aplicativos como Instagram, Whatsapp e Facebook são uma mão na roda na vida de muita gente. 

Através deles é possível divulgar trabalhos, conhecer e encontrar pessoas fazer pesquisas… enfim uma série de atividades. Entretanto precisamos ficar atento ao que estamos como e de que maneiras utilizamos as ferramentas. 

Sabedoria é a palavra chave, para que possamos aproveitar da melhor forma o que cada aplicativo tem pra oferecer sem que tenhamos que afetar nossas relações

3 thoughts on “Qual o Papel das Redes Sociais Para nos Manter Passivos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *